Blog

Por que a avaliação odontológica é importante?

A saúde bucal desempenha um papel importante na qualidade de vida das pessoas.

Por isso, a realização de uma avaliação odontológica preventiva pelo menos 2 vezes por ano é fundamental. Muitos problemas de saúde bucal podem passar despercebidos porque seus sinais são quase imperceptíveis no início e apenas um profissional pode identificá-los. 

Como funciona a avaliação odontológica?

A avaliação odontológica geralmente inclui anamnese, exame físico, além de outros exames como radiografia, por exemplo. A anamnese é uma entrevista em que o dentista faz um questionário para ter informações importantes sobre o paciente. É o exercício que o paciente faz ao lembrar de tudo que está sentindo e de possíveis eventos que o tenham levado para essas sensações. O dentista pede ao paciente uma espécie de relato que vai desde o surgimento de sinais de um incômodo ou doença até a realização do exame clínico.

As perguntas são compostas por detalhes como:

  • Identificação do paciente: nome, idade, gênero, endereço, profissão, entre outras informações pessoais;
  • Motivo de o paciente ter procurado um dentista;
  • Saber se o paciente apresenta algum incômodo;
  • Saber quando o incômodo começou, qual a intensidade, quais os sintomas e se ele evoluiu;
  • Descobrir patologias passadas e alterações bucais que o paciente já apresentou;
  • Possíveis alergias, se tem alguma reação alérgica a medicamentos e produtos odontológicos; 
  • Hábitos: como a alimentação do paciente, se pratica exercícios, se é fumante e consome bebidas alcoólicas.

Como é feito o exame físico?

Na segunda parte da avaliação odontológica, é realizado o exame físico, que é onde o profissional analisa toda a região anatômica bucal do paciente para detectar sinais e sintomas de condições anormais ou doenças. Para isso, ele faz manobras de semiotécnica. Algumas delas são:

  • Inspeção: o profissional utiliza os dois tipos de visão: direta (olho nu) e indireta (lentes e espelhos);
  • Palpação: é o exame com toque na cabeça e no pescoço para verificar a textura, observando o amolecimento ou endurecimento das estruturas e, com isso, descobrir se alguma delas sofre de inflamações e tumores;
  • Percussão: são pequenas e leves batidas no interior da boca para que o profissional consiga identificar vibrações alteradas;
  • Auscultação: audição direta ou indireta (estetoscópio) de ruídos produzidos pelo organismo, como em casos da ATM (abertura e no fechamento maxilar);
  • Olfação: percepção de odores típicos, como verificação de canal radicular (crescimento bacteriano/necrose) ou odor cetônico (diabéticos).

Com uma avaliação odontológica eficaz é possível ter o diagnóstico de alguma alteração bucal. No entanto, muitas vezes é necessário fazer exames radiográficos e tomografia computadorizada para confirmar o diagnóstico do paciente.

Na ABO Sorocaba você pode contar com profissionais qualificados e dedicados para realizar sua avaliação e os tratamentos necessários, seguindo sempre os mais altos padrões de segurança. Venha conhecer a estrutura e o ambiente que proporcionamos a você.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

CRO-SP 49116

Newsletter

Agende uma
Avaliação