Blog

Motivos para fazer implantes dos dentes posteriores

Sorrir é a expressão facial na qual os lábios se distendem para os lados e os cantos da boca, se elevando ligeiramente e expressando diversos tipos de emoções, mas principalmente alegria e contentamento.

E quando falamos de sorriso, logo pensamos nas questões estéticas dos dentes. Afinal, todos querem ter um sorriso branquinho e perfeito.

Mas você já parou para pensar na parte funcional da dentição? Quem sofre com a perda de um ou mais dentes sabe o quanto eles fazem falta no dia a dia.

Uma boa alternativa para não ficar sem dentes e, ao mesmo tempo, fugir das pererecas que vivem pulando da boca, é fazer implantes. Mesmo que hoje a técnica seja mais acessível, muitos ainda dão prioridade somente para os dentes da frente (anteriores) e deixam de fazer os implantes nos dentes posteriores (do fundo), uma vez que não aparecem tanto ao sorrir. Porém, ao tomar esse tipo de decisão, a pessoa pode desconhecer ou não valorizar tanto a parte funcional dos dentes posteriores, que são essenciais para a mastigação.

Neste material, você entenderá a importância e as vantagens de fazer implantes de dentes posteriores. Boa leitura!

Dentes posteriores: o que são?

É na boca que todo o processo digestivo começa. Ela funciona como porta de entrada para todo o tipo de alimento que ingerimos e os dentes são responsáveis por cortar os alimentos, facilitando a deglutição.

Os dentes posteriores, que são chamados assim por estarem localizados na parte mais funda da arcada dentária, são os molares e os pré-molares.

No total, temos 20 dentes posteriores.

Os pré-molares, que são divididos em 4 primeiros pré-molares e 4 segundos pré-molares, ficam localizados entre os dentes caninos e os molares e tem como função iniciar a trituração dos alimentos. São exclusivos da dentição adulta e sua funcionalidade é de 40% para a estética e 60% para a mastigação.

Já os molares, que são divididos em primeiros, segundos e terceiros molares, sempre 4 de cada, estão localizados após os pré-molares. São considerados os mais complexos da arcada dentaria e têm como função triturar ainda mais os alimentos. Sua funcionalidade é de 10% para a estética e 90% para a mastigação.

Principais problemas

Embora estejam localizados no fundo da boca, os dentes posteriores não estão isentos de problemas como doenças periodontais e fraturas. Veja alguns exemplos:

– Placa bacteriana (ou biofilme dental): devido à localização, as pessoas podem ter dificuldade de acessar os dentes posteriores para fazer a higiene correta. A falta de limpeza pode gerar o aparecimento da placa que, se não tratada, pode aumentar o risco de surgir outros problemas como cárie e doenças periodontais.

– Cárie: é uma lesão estrutural causada por bactérias que perfuram o esmalte do dente, causando dor e desconforto. O surgimento da cárie se dá pelo consumo excessivo de açúcar e pela higiene bucal precária.

– Doenças periodontais: são inflamações na gengiva que podem causar dor, inchaço, vermelhidão e, até mesmo, sangramento. Os casos mais leves, chamados de gengivite, são mais fáceis se resolver. Porém, se a gengivite não for tratada, pode evoluir para a periodontite, que compromete toda a estrutura em volta do dente, causando amolecimento e queda do mesmo.

– Fraturas e trincas: ao mastigar alimentos duros, como amendoim ou torresmo, os dentes podem sofrer fraturas e trincas, sendo necessária sua reestruturação.

– Extração do siso: os dentes do siso são os terceiros molares. Ocasionalmente, eles podem nascer em espaços inadequados e/ou insuficientes, provocando desalinhamento da arcada e, por isso, são retirados. No entanto, em algumas pessoas eles não chegam a nascer. –

Vantagens

Como já vimos, os dentes posteriores são essenciais para a função mastigatória e, consequentemente, para o bom funcionamento do processo digestivo. Portanto é importante, sim, fazer o implante deles. Além disso:

1) A colocação do implante é uma técnica segura, normalmente rápida, feita com anestesia local e no próprio consultório.

2) O pino é feito de titânio, material biocompatível com o organismo humano e com rejeição praticamente nula.

3) A porcentagem de sucesso dos implantes é de 98%. Realizado com profissionais qualificados e seguindo todo o processo de higienização correta, além de fazer as visitas periódicas ao dentista, os implantes podem durar por toda a vida.

4) A recuperação é rápida e o paciente pode voltar à sua rotina em poucos dias.

5) Com o implante dentário, a estrutura óssea é preservada, ou seja, os dentes naturais não são afetados, o que impede atrofiamento e outros problemas bucais.

6) Os implantes servem de base para a prótese fixa, que proporciona maior segurança ao falar e comer.

7) Melhora a fala e a fonética, permitindo que o paciente se comunique com mais segurança, liberdade e clareza.

8) Melhora a estética da boca. Mesmo que eles fiquem mais ao fundo, o sorriso ficará completo novamente, o que contribui para a autoestima do paciente.

9) Hoje, os consultórios oferecem condições facilitadas de pagamento e a popularização de planos odontológicos também facilita a situação do paciente, tornando os implantes mais acessíveis.

ABO Sorocaba

Só na ABO Sorocaba você encontra profissionais qualificados para realizar seus implantes com excelência, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade, ética e biossegurança, antes, durante e após o tratamento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

CRO-SP 49116

Newsletter

Agende uma
Avaliação