Blog

Dores de cabeça e má oclusão dentária: qual a relação?​

Ninguém gosta de sentir nenhum tipo de dor, mas as dores de cabeça tem um efeito ainda mais impactante em nosso dia a dia, uma vez que não conseguimos nos concentrar, atrapalha toda a nossa disposição e ainda consegue nos deixar de mal humor.​

​Muitas vezes, associamos as dores de cabeças a doenças. Entretanto, a verdade é que ela é um indicativo de algo no seu corpo não estar certo, podendo ter diferentes causas, como a falta de sono, a fome, o estresse e até mesmo a má oclusão bucal.​

​Mas o que isso significa? Como identificar se a minha dor de cabeça está associada aos problemas na mordida? Quais são os principais tratamentos para isso? As respostas para todas as suas perguntas estão aqui! Continue a leitura para descobrir.​

O que é e o que provoca a má oclusão dentária?

​Basicamente, a má oclusão é o alinhamento anormal dos dentes, ou seja, a maneira como a arcada superior e a inferior se encaixam. O padrão de oclusão dentária ideal ocorre quando os dentes superiores se sobrepõem ligeiramente sobre os inferiores, tendo contato em toda a arcada. Entretanto, muitas vezes, não é isso o que acontece.​

​Este problema pode interferir em diferentes funções fisiológicas do nosso corpo, uma vez que afeta toda a estrutura dos dentes, maxilares, gengivas, articulações e até mesmo os ossos faciais. Além de impactar negativamente na fala, na mastigação e na respiração, ainda pode causar incômodos e desconfortos, como dores de cabeça, nas costas e até mesmo zumbido nos ouvidos.​

​Ninguém quer passar e muito menos viver desse jeito, não é mesmo? Afinal, como já vimos, os impactos no bem-estar e na qualidade de vida são grandes. Mas antes de entender como resolver todas essas questões, devemos saber quais são as suas principais causas.​

​A verdade é que diferentes situações podem causar a má oclusão, desde questões genéticas quanto de hábitos e cuidados com os nossos dentes e com a nossa saúde em geral. Veja quais são as principais causas:​

  • Uso de chupetas por muito tempo;​
  •  Mastigação incorreta;​
  •  Falta de um ou mais dentes;​
  •  Problemas na formação e crescimento ósseo;​
  •  Acidentes e traumas na mandíbula;​
  •  Bruxismo.​

Quais as principais consequências disso?

​A principal consequência da má oclusão dentária é o desconforto e incômodo que isso pode causar, principalmente quando falamos sobre dores de cabeça ou até mesmo nas costas causadas por essas condições.​

​Apesar disso já ser um agravante, ainda outras questões podem ser observadas, como problemas gástricos e estomacais, uma vez que a má oclusão pode dificultar na mastigação correta dos alimentos.​

​Além disso, se a causa da má oclusão estiver associada ao bruxismo, também pode trazer um maior desgaste aos elementos dentários, podendo inclusive causar sensibilidade dentinária ou até mesmo a fratura do dente.​

​Ou seja, o ideal é sempre procurar por um profissional qualificado para resolver as suas dores. Mas quando é que a sua dor de cabeça pode estar associada à má oclusão? Como identificar isso?​

Principais sintomas da má oclusão

​Como vimos até então, são diferentes situações que podem provocar a má oclusão bucal, indo desde questões de hereditariedade até funcionais. O importante é atentar-se aos sintomas, para que você procure o dentista quando necessário. Conheça quais são os principais deles:​

  •  Dores na cabeça ou nos ouvidos, sem outro motivo;​
  •  Dores e problemas na coluna, como a má postura, sem causa aparente;​
  •  Dentes desgastados e sensíveis.​
  •  Dificuldade ou desconforto para mastigar ou falar;​
  •  Falta de encaixe entre os maxilares;​
  •  Problemas e dores na articulação temporomandibular (ATM).​

Afinal, como tratar?

​Como pudemos observar, existem diferentes causas para este problema e, além disso, também podemos contar com diferentes tipos de má oclusão dentária. ​

​Por isso, o tratamento vai depender da causa e da complexidade de cada caso. Muitas vezes, o dentista pode associar diferentes tratamentos para ter um resultado mais satisfatório.​

​Mas, basicamente, o tratamento pode ir desde a colocação de um implante dentário ou próteses, caso o problema seja a falta de um dente, ou o uso de aparelhos ortodônticos, se for o caso de mastigação incorreta.​

​São muitos tratamentos que podem ser indicados, de acordo com o diagnóstico e avaliação clínica odontológica. O importante é procurar um profissional qualificado, que possa atender às suas expectativas e, principalmente, resolver os desconfortos, promovendo uma melhor qualidade de vida e bem-estar!​

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

CRO-SP 49116

Agende uma
Avaliação