Blog

Bigode Chinês e Pé de Galinha

Bigode chinês e Pé de galinha - Tratamentos na ABO Sorocaba

“Bigode Chinês” e “Pé de Galinha”: Entenda a origem desses nomes engraçados e como essas linhas surgem no nosso rosto

Com certeza você já ouviu falar desses termos para se referir a alguns tipos de rugas. Mas você já se perguntou de onde vêm esses nomes? Sabe como essas linhas surgem e o que pode ser feito para tratá-las? Vamos te explicar tudo isso!

Antes de te mostrar porque essas rugas foram apelidadas desse jeito, vamos primeiro explicar resumidamente como se formam as linhas de expressão, popularmente conhecida como rugas.

Basicamente é pela perda natural de componentes estruturais do rosto, como os coxins de gordura e tecidos ósseos que preenchem e dão volume a face e pela perda do colágeno, uma proteína que dá sustentação e elasticidade para a pele. Além disso, também são causadas pelos movimentos repetitivos dos músculos.

O Bigode Chinês

O verdadeiro nome do bigode chinês é sulco nasogeniano. Mas para simplificar, as pessoas começaram a chamar ele de bigode chinês porque o desenho desse sulco, que vai do canto do nariz até, mais ou menos, o canto da boca, lembra muito o desenho que o estilo de bigode Fu Manchu deixa no rosto. O bigode Fu Manchu é uma homenagem ao Dr. Fu Manchu, um personagem fictício de origem chinesa escrito pelo autor Arthur Henry Ward, mais conhecido por Sax Rohmer, na obra “The Mystery of Dr. Fu Manchu”. Por isso, o bigode Fu Manchu ficou popularmente conhecido como bigode chinês.

Se identificou com o Dr. Fu Manchu? Não se preocupe, o bigode chinês pode ser facilmente suavizado

Como ele se forma principalmente devido a perda contínua de gordura e colágeno, que representam a redução do volume do rosto, o tratamento mais conhecido para suavizar o sulco é feito com os preenchedores, geralmente o ácido hialurônico. Também são associados ao tratamento com os bioestimuladores. Nesse caso, o mais comum são os fios de sustentação de PDO (Polidioxanona), que estimulam o organismo a produzir colágeno e dependendo do tipo, ainda podem possuir efeito lifting e preenchedor.

O Pé de Galinha

O verdadeiro nome do pé de galinha é rugas periorbitais. A origem do nome popular é simples. Essas rugas, que surgem mais na lateral do olho, aparentam ter o mesmo ponto de início do qual saem linhas em direções diferentes, um desenho muito semelhante ao formato das pegadas deixadas por algumas aves, em especial as galinhas. Por essa associação, as rugas periorbitais ficaram popularmente conhecidas como pés de galinha.

Essas linhas de expressão se formam geralmente pela combinação de dois fatores: o movimento repetitivo do músculo junto com a perda do tônus da pele. Como você viu anteriormente, com o passar do tempo o corpo vai parando de produzir colágeno. Ou seja, o movimento muscular repetitivo, debaixo de uma pele flácida, faz com que ela marque os movimentos desse músculo, dando origem as linhas.

Assim como o bigode chinês, os pés de galinha também podem ser facilmente suavizados!

O tratamento mais conhecido é a aplicação local da toxina botulínica, conhecida pelo seu nome comercial Botox®, com o objetivo de diminuir o movimento muscular, prevenindo ou suavizando as marcas que aparecem. Como o outro fator associado é a flacidez da pele, geralmente são associados ao tratamento com os bioestimuladores, que vão estimular a produção de colágeno. Os ativos mais conhecidos são o ácido poliláctico, hidroxiapatita de cálcio e coprolactona. E em casos de rugas mais profundas é usado o ácido hialurônico para preencher essas áreas.

Ficou com alguma dúvida ou reconheceu algumas dessas linhas no seu rosto? Agende uma avaliação conosco! Clique aqui.

 

Bigode chinês e Pé de galinha - ABO Sorocaba

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

Dr. CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA

CRO-SP 49116

Agende uma
Avaliação